Por Cretino em 15/11/2006

Por que as pessoas trocam o “R” pelo “L” e o “L” pelo “R”?

Reposta de Paulo Chagas de Souza, professor de Lingüística da Universidade de São Paulo (USP):

Para compreender melhor essa questão é necessário não pensar só na língua portuguesa e tentar ter uma visão mais abrangente das línguas. Muitas vezes, dois sons que são semelhantes não são distinguidos em uma língua, como é o caso do “S” e do “Z” no espanhol, mas são distinguidos no português. O “L” e o “R” são sons muito semelhantes em termos da articulação. Quando pronunciamos esses dois sons fazemos com a língua movimentos muito próximos. A diferença é que, ao pronunciarmos o “L”, deixamos o som escapar lateralmente, o que não acontece com o “R”. Por isso, muitas línguas, como o chinês e o japonês, não diferenciam esses dois sons.

Se pensarmos na história do português, é muito comum transformarmos o “L” em “R”. Muitas palavras que tinham “L” em latim, ao passarem para o português, tiveram a pronúncia alterada, sendo inclusive, consideradas corretas. A palavra latina “gluten??? deu origem nossa palavra “grude??? e a palavra “nobile??? originou “nobre???.

Como no português acontece com freqüência esse tipo de substituição, principalmente do “L” pelo “R”, as pessoas geralmente têm dúvidas sobre a forma correta. Por exemplo, a palavra “sicrano” geralmente é pronunciada, de forma incorreta, como “siclano”. Outros exemplos são as palavras “galfo” em vez de “garfo???, e “forga??? em vez de “folga???. Essa confusão na pronúncia é chamada pelos lingüistas de hipercorreção.

Obs: A resposta oral dos especialistas levada ao ar originalmente no programa de rádio é editada e adaptada ao meio escrito para torná-la mais clara aos leitores.

(http://revistapesquisa.fapesp.br/?art=3303&bd=2&pg=1&lg=)

Comentários

  1. Espinafre disse:

    E se o “comentador” e “analista” do Português que não conhece e, se o tenta falar, fala mal, fosse uns tempos para a escola e aprendesse as pertubações linguísticas que, isso sim, se usam e abusam no Brasil?
    Seria interessante e não diria disparates…

  2. Espinafre disse:

    Depois da minha observação, verifiquei que tal havia sido considerada como “palpite”. Cuidado, foi tão-só uma instrução para quem é ignorante… hehehe

  3. newspurs disse:

    Para de dar bronca…

  4. Luciana disse:

    Espinafre, vc não obeceu a pricípio fundamental da língua: a comunicação.. não entendi o que vc quis dizer.

  5. Luciana disse:

    corrigindo: princípio… desculpe.